A TERRA TREME – Exercício Nacional de Sensibilização para o Risco Sísmico – 15 de novembro, às 11:15 horas

ATERRATREME_cartaz_A3-2019

A TERRA TREME – Exercício Nacional de Sensibilização para o Risco Sísmico – 15 de novembro, às 11:15 horas

Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) promove anualmente o Exercício Público de âmbito nacional de Sensibilização para o Risco Sísmico, denominado A TERRA TREME (www.aterratreme.pt), medida prevista na Estratégia Nacional de Proteção Civil Preventiva.

Este ano assinalamos a 7.ª edição e a data apontada para a sua realização é o próximo dia 15 de novembro, às 11:15 horas.

Trata-se de um exercício nacional organizado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, em parceria com a Direção-Geral da Educação (DGE) e a DireçãoGeral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).

Pretende-se, com este exercício, capacitar os cidadãos para saber como agir em caso de sismo. Neste sentido, é nosso objetivo que os cidadãos saibam o que fazer ANTES, DURANTE e DEPOIS de um evento sísmico, nomeadamente que conheçam as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar para se protegem e sentirem mais seguros.

Além da população em idade escolar, cuja adesão à iniciativa tem sido enorme, a ANEPC
tem a ambição de ir alargando sucessivamente, ano após ano, a reflexão e o debate em torno da temática do risco sísmico e a participação no Exercício de outros setores da sociedade civil.

Para tal, consideramos estratégico envolver as organizações – públicas, privadas e associativas – neste desiderato coletivo, procurando para o efeito unir esforços e extrair sinergias do conjunto de toda a sociedade, de modo a alcançarmos graus de resiliência individual e coletiva cada vez maiores.

Por todo o país, os Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) da ANEPC, em parceria com as comunidades locais, as associações de bombeiros, os serviços municipais de proteção civil, os agentes de proteção civil e as escolas, promovem ações de sensibilização sobre a temática do risco sísmico e as medidas de autoproteção para fazer face ao mesmo, assim como a dinamizam a realização do Exercício A TERRA TREME, na data e hora convencionadas para o efeito.

No contexto do Exercício A TERRA TREME, a ANEPC criou:

– O microsite do Exercício (www.aterratreme.pt);

– O vídeo promocional sobre os três gestos que salvam: Baixar – Proteger –Aguardar;
– Os materiais sobre a temática do risco sísmico disponíveis em formato digital disponíveis no site http://www.aterratreme;

– A hashtag #aterratreme destinada a identificar nas redes sociais as publicações
pessoais/institucionais relacionadas com a iniciativa;

– O Cartaz alusivo à 7.ª edição do Exercício A TERRA TREME.
E propõe aos participantes, além da participação no Exercício propriamente dito, as
seguintes ações:

– Inscrição individual e/ou da Instituição no sítio digital http://www.aterratreme.pt/inscreva-se;

-Resposta a um inquérito que visa apurar o grau de perceção do risco sísmico entre os respondentes (http://www.aterratreme.pt/inquerito/);

– Realização de um exercício de evacuação com base num cenário de Sismo por ocasião da data de 15-11-2019, escolhida para a realização do Exercício A TERRA TREME;

-Participação numa sessão de sensibilização sobre as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar em caso de Sismo;

– Evidenciação no sítio digital e noutros suportes digitais da respetiva Instituição da iniciativa (sob a forma de banners, assinaturas de email, etc.);

– Divulgação do spot vídeo alusivo ao Exercício.

O sucesso da iniciativa A TERRA TREME depende do grau de sensibilização de cada um de nós para este tema, nomeadamente do nosso envolvimento e participação ativa no Exercício.
É importante, pois, promover amplamente o Exercício entre todos, através das ações acima descritas.

Participe e partilhe!

TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!

 

– Convívio ao Douro e Nª. Srª. da Lapa

Grupo de oração do Renovamento Carismático Católico de São Pedro de Tomar

“Chama de Amor Vencerá”

Convívio ao Douro e Nª. Srª. da Lapa

O grupo de Oração, comemorou em julho passado 21 anos de existência. Com mais de 50 membros ativos, da Paróquia de São Pedro e de outras Paróquias do Concelho de Tomar e de concelhos vizinhos, como Ferreira do Zêzere e Abrantes, reúne-se, para rezar, todas as semanas.

Para Além destes momentos, dinamiza outras iniciativas, tais como almoços de angariação de fundos para a igreja, atividades de venda de fritos para Festas da Paróquia e da Juventude, entre outras.

Várias são as peregrinações que têm organizado ao longo destes anos, sendo uma constante a peregrinação a Fátima (anual), a outros Santuários. Igualmente, realizam convívios, anualmente.

Em finais de agosto, 30 e 31, de 2019, foi realizado o passeio ao Douro. Numa viagem iniciada em Tomar com destino ao Porto, em autocarro, e com transbordo para um excelente barco que nos conduziu à Régua. Paisagens maravilhosas e convívio excelente. Da Régua deslocámo-nos para Castro D’Aire, onde assistimos à uma missa pelo padre Herlander, numa capela com altar de Nª. Srª. de Lourdes. O convívio continuou e Lamego foi o destino onde foi possível apreciar o riquíssimo património religioso (Nª. Srª. dos Remédios).

A visita ao santuário de Nª. Srª. da Lapa em Sernancelhe constituiu uma excelente oportunidade para todos os participantes.

De entre os participantes, encontrava-se o sr. Pároco Padre Herlander Limão e a presidente da Junta de Freguesia de São Pedro Lurdes Ferromau Fernandes.

Todos os participantes reconheceram o trabalho de organização da viagem, na pessoa da D. Ermelinda, bem como a guia – Sandra Seca. Igualmente o profissionalismo do motorista.

Um excelente convívio.

grupo

– OTL – Junta Freguesia de São Pedro de Tomar

OTL – Junta Freguesia de São Pedro de Tomar

15 anos a criar laços com crianças e jovens

 

A Junta de Freguesia de São Pedro de Tomar, organiza, já há 15 anos a Ocupação de Crianças e Jovens, na sua freguesia, nos meses das férias escolares de verão.

São submetidas, anualmente, candidaturas ao IPDJ, nos Programas OTL de curta duração, que permitem a integração de jovens como monitores, com mais de 18 anos, facultando-lhes, assim, oportunidades de desenvolvimento pessoal e social. Estes jovens obtêm uma bolsa paga pelo IPDJ. A Junta de Freguesia tem que suportar as despesas das atividades.

Neste ano de 2019, foram submetidas 8 candidaturas, e assim, é possível, durante dois meses, realizar atividades várias com mais de 150 participantes (estes participantes enquadram-se nos grupos etários dos 06 aos 11 anos e dos 12 aos 17 anos).

Os jovens Monitores começaram a reunir-se em março com a Tesoureira da Junta, Marta Pedro, e com a ajuda da Sónia Antunes, elemento da Assembleia de Freguesia e da Comissão Social, para planificarem as atividades e apresentarem as candidaturas.

As atividades foram preparadas integrando propostas inovadoras e apelativas, de forma que as crianças e os jovens usufruam de visitas (Convento, Mata Nacional dos 7 montes), interacção com respostas de entidades (GNR, Cruz Vermelha, Associação de dadores de Sangue, Associação de Apoio Social de São Pedro, Paróquia de São Pedro), diversão (piscinas do Castelo do Bode e de Tomar, Castanheira de Pêra, surf em Peniche, Karting,  parque aventura em Ferreira do Zêzere, canoagem, Pint ball, acampamentos, orientação nocturna, entre outras).

Presidente: Lurdes Ferromau Fernandes e alguns monitores e funcionárias: Susana Farinha, Pedro Gameiro, Patrícia Farinha, Carlota, Micaela, Joana Gaspar, Tatiana Bernardino e Sónia Guido.

Pré-visualização da imagem