A TERRA TREME – Exercício Nacional de Sensibilização para o Risco Sísmico – 15 de novembro, às 11:15 horas

ATERRATREME_cartaz_A3-2019

A TERRA TREME – Exercício Nacional de Sensibilização para o Risco Sísmico – 15 de novembro, às 11:15 horas

Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) promove anualmente o Exercício Público de âmbito nacional de Sensibilização para o Risco Sísmico, denominado A TERRA TREME (www.aterratreme.pt), medida prevista na Estratégia Nacional de Proteção Civil Preventiva.

Este ano assinalamos a 7.ª edição e a data apontada para a sua realização é o próximo dia 15 de novembro, às 11:15 horas.

Trata-se de um exercício nacional organizado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, em parceria com a Direção-Geral da Educação (DGE) e a DireçãoGeral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).

Pretende-se, com este exercício, capacitar os cidadãos para saber como agir em caso de sismo. Neste sentido, é nosso objetivo que os cidadãos saibam o que fazer ANTES, DURANTE e DEPOIS de um evento sísmico, nomeadamente que conheçam as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar para se protegem e sentirem mais seguros.

Além da população em idade escolar, cuja adesão à iniciativa tem sido enorme, a ANEPC
tem a ambição de ir alargando sucessivamente, ano após ano, a reflexão e o debate em torno da temática do risco sísmico e a participação no Exercício de outros setores da sociedade civil.

Para tal, consideramos estratégico envolver as organizações – públicas, privadas e associativas – neste desiderato coletivo, procurando para o efeito unir esforços e extrair sinergias do conjunto de toda a sociedade, de modo a alcançarmos graus de resiliência individual e coletiva cada vez maiores.

Por todo o país, os Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) da ANEPC, em parceria com as comunidades locais, as associações de bombeiros, os serviços municipais de proteção civil, os agentes de proteção civil e as escolas, promovem ações de sensibilização sobre a temática do risco sísmico e as medidas de autoproteção para fazer face ao mesmo, assim como a dinamizam a realização do Exercício A TERRA TREME, na data e hora convencionadas para o efeito.

No contexto do Exercício A TERRA TREME, a ANEPC criou:

– O microsite do Exercício (www.aterratreme.pt);

– O vídeo promocional sobre os três gestos que salvam: Baixar – Proteger –Aguardar;
– Os materiais sobre a temática do risco sísmico disponíveis em formato digital disponíveis no site http://www.aterratreme;

– A hashtag #aterratreme destinada a identificar nas redes sociais as publicações
pessoais/institucionais relacionadas com a iniciativa;

– O Cartaz alusivo à 7.ª edição do Exercício A TERRA TREME.
E propõe aos participantes, além da participação no Exercício propriamente dito, as
seguintes ações:

– Inscrição individual e/ou da Instituição no sítio digital http://www.aterratreme.pt/inscreva-se;

-Resposta a um inquérito que visa apurar o grau de perceção do risco sísmico entre os respondentes (http://www.aterratreme.pt/inquerito/);

– Realização de um exercício de evacuação com base num cenário de Sismo por ocasião da data de 15-11-2019, escolhida para a realização do Exercício A TERRA TREME;

-Participação numa sessão de sensibilização sobre as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar em caso de Sismo;

– Evidenciação no sítio digital e noutros suportes digitais da respetiva Instituição da iniciativa (sob a forma de banners, assinaturas de email, etc.);

– Divulgação do spot vídeo alusivo ao Exercício.

O sucesso da iniciativa A TERRA TREME depende do grau de sensibilização de cada um de nós para este tema, nomeadamente do nosso envolvimento e participação ativa no Exercício.
É importante, pois, promover amplamente o Exercício entre todos, através das ações acima descritas.

Participe e partilhe!

TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!

 

– Dia da Defesa Nacional

 

CONSULTAR Horário e transporte

 

Para o dia de comparência ao DDN, será fornecida a alimentação e transporte (em território nacional).
Aquando da sua comparência ao Dia da Defesa Nacional, o cidadão deve trazer consigo o seu Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e calçado adequado (ténis ou botas).
O Dia da Defesa Nacional tem início às 09:00 (no qual deverá comparecer com 15 minutos de antecedência para procedimento de check-in), e decorrerá até às 17:30.
Todos os cidadãos até aos 35 anos de idade, devem comunicar ao Ministério da Defesa Nacional alteração dos seus dados pessoais, nomeadamente no que respeita às habilitações literárias e morada, enviando através de e-mail (colocando em assunto «ALTERAÇÃO DADOS»), fax, ou carta.

– CM de Tomar – Candidaturas a bolsas de estudo no ensino superior de 1 a 30 de outubro

Bolsas de estudo no ensino superior – candidaturas até 30 de outubro

Relembramos que termina dia 30 de outubro o prazo de candidaturas para atribuição de bolsas de estudo referentes ao letivo 2019/2020 a estudantes do ensino superior do concelho de Tomar.

Este programa visa apoiar alunos integrados no ensino superior cujas famílias manifestem elevadas dificuldades económicas que, por consequência, coloquem em risco a prossecução dos seus estudos.

A entrega dos formulários de candidatura e respetiva documentação deverá ser feita na

Divisão de Educação, Intervenção Social e Ambiente, sita na Rua Infantaria 15, n.º 108, 2.º andar,

das 9 às 12h30 e das 14 às 16 horas

O Regulamento e o Boletim de Candidatura estão disponíveis no site do Município de Tomar, em Viver/Educação.

Qualquer dúvida poderá ser esclarecida pelo e-mail educacao@cm-tomar.pt

 

 

 

-Vespa asiática

 

A vespa velutina reconhece-se por ser de tamanho superior e mais escura que a vespa comum, e com apenas uma lista amarela no abdómen – não confundir com a vespa crabro que é ainda maior mas com o abdómen todo amarelo (ver imagem) e que não é uma ameaça.

Ao contrário da vespa comum, a vespa asiática, quando se sente em perigo, organiza-se para atacar em grupo, pelo que pode também ser bastante perigosa para o ser humano e para os outros animais, pelo que deve ser tratada com todas as cautelas.

A única forma de combate é prevenir o aparecimento dos ninhos e, uma vez instalados, a sua remoção completa e destruição, tarefa que só deve ser realizada por técnicos especializados.

Qualquer tentativa por outros meios (nomeadamente com varas ou com armas de fogo), não só pode colocar em risco quem o fizer, como, não destruindo completamente o ninho, acabar por levar à criação de outros. Deste modo, se verificar a existência de vespas velutinas ou de um ninho das mesmas, deve contactar de imediato uma das entidades responsáveis.

Se pretende saber mais sobre este assunto, esclarecer dúvidas ou informar da existência de vespas ou de ninhos, contacte a Linha SOS Ambiente pelo número 808 200 520 ou consulte o site www.sosvespa.pt .

No concelho de Tomar tem ao seu dispor o número de telefone:

Proteção Civil (249 324 030),

GNR (249 320 060)

PSP (249 328 040).

https://www.facebook.com/TOMAR-Prote%C3%A7%C3%A3o-Civil-277018075653892/?epa=SEARCH_BOX